quarta-feira, 4 de maio de 2011

Terça Insana: OSAMA BIN LADEN


Décimo filho de um dos árabes mais ricos do mundo, criado de maneira ocidental, dois cursos superiores, fortes ligações econômicas com os EUA até a década de 90.

Casado, com 04 esposas e com estimados 25-26 filhos, era considerado o homem mais procurado do mundo pelo serviço secreto dos EUA. Além de ser inimigo público número 1 deste país.

Principal líder da associação Al-Qaeda e também um de seus fundadores.

Acusado de inúmeros crimes contra a paz mundial, inclusive o célebre ataque as torres gêmeas do World Trade Center em Nova Iorque.

O governo dos EUA anunciou sua morte após um bem sucedido ataque contra sua pessoa e familiares no Paquistão.

  1. Se o Brasil invadisse os EUA e matasse um cidadão estrangeiro em seus domínios, isso seria bem visto?
  2. Por que não foi capturado vivo, preso e julgado por seus crimes?
  3. Qual o planejamento para enfraquecer essa organização Al-Qaeda? Se ela é definitivamente terrorista, provavelmente deve ser financiada por algo ou alguém. Dinheiro é rastreável...
  4. Quem ensinou esse sujeito a ser quem é? Onde ele aprendeu suas técnicas de aproximação e ataque?
Úrsula Maff


5 comentários:

  1. bem, como deu "erro" depois que eu enviei meu comentário, estou postando outra vez. se por acaso houverem dois, desconsidere um. :)

    eu, geralmente, só comento as ótimas perguntas que você faz, mas estou tão escandalizada com os absurdos que tentam nos empurrar goela abaixo que resolvi tentar responder uma a uma.

    1. Se o Brasil invadisse os EUA e matasse um cidadão estrangeiro em seus domínios, isso seria bem visto?

    isso justificaria, provavelmente, a invasão do brasil, a tomada de nossas riquezas e a discriminação de todo brasileiro existente na face da terra, que passaria a ser chamado: inimigo público número um dos estados unidos.

    2. Por que não foi capturado vivo, preso e julgado por seus crimes?

    porque não foi capturado?*
    *é só uma pergunta...

    meu professor de direito penal I, quando eu me aventurei pela faculdade de direito, disse na primeira aula, comentando sobre o sucinto artigo 121 do código penal brasileiro, sem corpo não tem morto. morto sem corpo é desaparecido! aliás, a defesa do goleiro bruno está se valendo exatamente de tal princípio...


    3. Qual o planejamento para enfraquecer essa organização Al-Qaeda? Se ela é definitivamente terrorista, provavelmente deve ser financiada por algo ou alguém. Dinheiro é rastreável...

    a minha rua está no google, fotografada, registrada, ..., qualquer pessoa pode, de qualquer parte do mundo, traçar um percurso até ela. meu filho de 11 anos, os amigos dele, os amigos dos amigos, todos tem acesso ao google. se nós, simples mortais podemos saber de coisas antes impensáveis com relação a informação apenas através do google, como é que pode o serviço secreto saber tão pouco sobre a Al-Qaeda?

    4. Quem ensinou esse sujeito a ser quem é? Onde ele aprendeu suas técnicas de aproximação e ataque?

    menino, quem foi teu mestre? já dizia a minha amada professora nely na alfabetização.
    quem assistiu ao "Fahrenheit 9/11" do michael moore sabe bem a resposta....

    PS: você “arrasou” em suas perguntas, querida. que orgulho eu tenho em poder ler uma cadelinha tão inteligente!!!!

    afagos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Betina,

    Os EUA são belicistas e acham isso natural. Mas não o é.

    Que bom que você me lê...

    Eu achava que você era psicóloga, você é Bacharel em Direito?

    Úrsula Maff

    ResponderExcluir
  3. querida, eu sou poeta! :0

    :)


    rsrs

    não é bemmmmmmmm assim, mas é assim que eu gosto de ser "rotulada". cursei sim dois anos e meio na faculdade de direito.

    aliás, na minha opinião, todos deveriam cursar a faculdade de direito, traz outra visão de mundo e de cidadania.

    mas agora não sou nadinha, nadinha além da totalidade de ser poeta!


    e você? que faculdades cursou?

    afagos, mocinha.

    ResponderExcluir
  4. Olá Betina,

    Que beleza, escritora!

    Como cão fui adestrada para caça, busca e apreensão de animais aquáticos.

    Também sei fazer provas de agility.

    Literariamente sou iniciante. Comecei o ano passado.

    Classifico-me como uma cronista do cotidiano animal, seja humano ou animal.

    Úrsula Maff

    ResponderExcluir