sábado, 31 de julho de 2010

Cão Sabadão: MARGOT

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Cesta Cultural: Luis Felipe Algell de Lama - o SOFOCLETO



"O melhor amigo do homem é outro cachorro."

(Luis Felipe Algell de Lama)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Quinta está no Ar: Música "BEN"

Veja o vídeo do Michael Jackson bem novinho, de terninho laranja
cantando para o animal de estimação, "BEN"

Só clicar na URL abaixo.





http://www.youtube.com/watch?v=U36DO_nrJeA

Ben lyrics

Songwriters: Scharf, Walter; Black, Don;

Ben, the two of us need look no more
We both found what we were looking for
With my friend to call my own I'll never be alone
And you my friend will see, you've got a friend in me

Ben, you're always running here and there
You feel you're not wanted anywhere
If you ever look behind and don't like what you find
There's something you should know, you've got a place to go

I used to say, "I", And "Me"
Now it's "Us", Now it's "We"

Ben, most people would turn you away
I don't listen to a word they say
They don't see you as I do I wish they would try to
I'm sure they'd think again if they had a friend like Ben
Like Ben, like Ben

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Quarta Farejadora: CÃOriosidades - SUOR DE CÃES


Os Canídeos: cães e lobos, não suam pela pele, perdem calor pelo trato respiratório. Quando um cão está arfando, com a língua para fora, respirando rapidamente, não está com sede, mas sim suando, inspirando ar frio e expirando ar quente e úmido jogando fora o seu excesso de calor.

Bem, nunca veremos um cão com marcas de suor nas axilas, mas será que esta técnica de perder calor é realmente eficaz??? Vamos pensar nos inconvenientes: Além de suar, os pulmões dos cães precisam trocar CO2 por O2, lógico, tem que respirar. Ocorre é que quanto mais rápido respira, mais transpira, mais troca calor, então o seu sistema de resfriamento funciona bastante bem.

O problema é que respirando muito rápido as inspirações e expirações são curtas, insuficientes para a troca efetiva de O2 e CO2 . Sabemos que nesta situação o volume de ar trocado não é suficiente nem para preencher se quer um terço da traquéia do animal. Boas trocas gasosas são conseguidas com profundas respirações.

Veja quanto tempo você consegue ficar arfando bem rápido, abra a boca e
fique arfando como um cão. Ainda que esteja respirando, você notará certa tontura, falta de ar, hipóxia. Agora respire fundo, dez vezes, lentamente, você também notará uma outra tontura, é o excesso de ar, a hiperventilação.

Retirado de : Cão do Dia & Cia . Artigos - Por que os cães arfam??? Fisiologia e perigos.

Terça Insana: Um Dia de Cão LEI DAS PALMADAS


Maioria já deu, levou e é contra proibir palmadas

Publicidade


DE SÃO PAULO

A maioria dos brasileiros já apanhou dos pais, já bateu nos filhos e é contra o projeto de lei do governo federal que proíbe palmadas, beliscões e castigos físicos em crianças, conforme pesquisa feita pelo Datafolha, publicada nesta segunda-feira (26) pela Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Lula defende projeto contra palmadas e diz que "beliscão dói pra cacete"
Projeto deve proibir que pais usem "palmadas" para castigar filhos
Você concorda com a proibição de palmadas em crianças?

Pergunte ao Cão: TOMAR BANHO


Sheila disse...

Oi Ursula, conheci vc e seu dono domingo no lago das rosas,lembra? estava eu meu marido e nosso bebê de seis meses, ficamos encantados com vc, mais ainda por saber que vc escreve, Mas me responda o que fazer quando uma cachorrinha braba não gosta de tomar banho falo da cachorrinha que minha mãe tem como filha, dorme dentro de casa, mas é uma ferinha mesmo pequenina, e odeia banho.

Mimos: CÃES APOSENTADOS

Japão tem asilo para cães-guias aposentados

Mais de 200 animais passaram pelo local, criado em 1978.Animais são aposentados após 12 anos de serviço.


À esquerda o cão-guia aposentado Rick dorme em asilo para cães-guias em Sapporo, no Japão. À direita, funcionária do asilo alimenta um dos cães. Cães-guias são aposentados após 12 anos de serviço para pessoas com deficiência visual. Mais de 200 animais viveram seus últimos anos de vida no local, após a criação do asilo por uma associação em 1978. (Foto: Reuters)

Mulheres rezam em frente ao túmulo de cão-guia em asilo em Sapporo, no Japão. Os cães-guias são aposentados após 12 anos de serviço para pessoas com deficiência visual. Mais de 200 animais viveram seus últimos anos de vida no local, após a criação do asilo por uma associação em 1978. (Foto: Reuters)

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL982002-5602,00.html

Reportagem completa na URL acima.

Contribuição de Lú Colossi

sábado, 24 de julho de 2010

Será que eu preciso estudar para concurso?

Passeando no Lago das Rosas com o papai não tive como evitar em ouvir uma conversa dele com um velho amigo:

- E aí, amigão? Como vai? Está sumido...
- Estou estudando para concurso.
- Qual?
- São vários. O que eu passar está bom.
- E o que você está fazendo? E o trabalho?
- Não estou trabalhando.
- E o futebolzinho?
- Parei.
- E a esposa? Os filhos?
- Ela está agüentando bem o meu sacrifício. As crianças eu pouco vejo.
- Como assim?
- Eles têm aula de manhã, e eu acordo depois deles porque estudo até mais tarde. Não dá para almoçar em casa, e de tarde eles tem várias atividades...
- Nossa! Tá difícil, einh? Você está feliz?
- Nem um pouco. Mas quando eu passar vai ficar bom, vou ganhar bem, ter férias remuneradas e 13 salário. Vida tranquila. Segurança.

Papai despediu-se em silêncio e até ficou matutando como ele conseguira achar o antigo companheiro essa hora da manhã de domingo, no parque. Ele não resistiu e perguntou, para finalizar:

- Mas o que você está fazendo aqui, às sete da manhã?
- Ontem eu estava tão cansado de estudar que fui tirar um cochilo depois do Jornal Nacional e dormi até agora. Como fazia uns dois anos que eu não passeava nos fins-de-semana eu resolvi vir aqui. Depois que reformou ficou lindo, não?
- Acompanhei cada mudança, está maravilhoso.
- Tiau, amigo.
- Até.

Nem sequer olhei para o meu dono porque sei exatamente o que ele estava pensando. Assim como nós cães, ele vive o presente. Como poderia admitir uma pessoa que passa dois anos sem fazer absolutamente nada de produtivo para ele e para a sociedade? E ainda mais sendo amigo dele? Coitado! Tão parado que não vê o tempo passar. Depois não consegue emprego, a mulher o larga, as crianças crescem e os pequenos prazeres, a saúde do corpo se esvai.

O que será estudar para concurso? Concurso do quê? Cachorros têm atividades bem definidas, profissões. Por exemplo, um Shetland é um pastor desde os mais imemoriais tempos. Subindo e descendo as highlands escocesas dos ancestrais do meu dono. Atende a um assovio, é fiel, inteligente e conhece como ninguém o seu ofício, cercar ovelhas. Acho que esse sujeito quer é um emprego. Muito diferente do que uma profissão, uma carreira, uma vocação...

Como ele poderá ostentar a felicidade de um Malamute que traciona um trenó por quilômetros e quilômetros na neve e alimenta-se bem? O malamutes e os huskies fazem o que gostam, por isso são tão alegres. Humanos têm dificuldades em fazerem o que gostam.

Outra coisa é o equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal. Dobermans são cães de guarda por excelência e extremamente afetuosos em família, junto aos seus. Este animal vive bem com uma porção agressiva e mostra-se muito fiel com os donos e a prole, e a sua fêmea. No caso do colega do papai, ele está totalmente desequilibrado! Deixando de lado sua esposa e filhotes!

Acho que nem irei comentar a sensação de realização e de reconhecimento. Nesse quesito a nota do sujeito é zero. O que ele andou fazendo estes dois últimos anos? Será que até o saber adquirido é aplicável? Ou ele somente precisa saber as coisas para responder as questões? E depois esquece? Deixa prá lá? Um pequinês era cão de companhia dos grandes reis e rainhas da China, na Cidade Proibida. Sua função era regiamente compensada. Bichos satisfeitos e imponentes. Zelosos de seus donos, os pequineses ostentam olhos vívidos de prazer.

Sobre uma das molas que movem o mundo das pessoas, que é o dinheiro, eu fico até pasma! Pois na minha experiência cachorros com muita grana são estressados, vivem chateados e a vida familiar despedaçada! Nem vou dar exemplo canino nenhum. O próprio amigo do papai é um cão decadente. Fraco, careca, barrigudo. Só de dar uma corridinha conosco ficou ofegante. Tadinho. Perdendo o seu bem mais precioso, que é a saúde... Acho que a maioria das pessoas não sabe disso. Aposto que ele nem acasala bem...

Por essas e outras é que cheguei a conclusão de que um cão não deve estudar para um concurso. A não ser que seja uma sequência e conseqüência de sua vida. Se por exemplo um perdigueiro português sempre serviu para caça de subsistência, mas pode ser especializado em caça noturna, farejamento, busca e quaisquer outras fases de caça. Algo como pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doc. O concurso se assemelha a algo em que muito são chamados (inscrições e fases) e poucos os escolhidos (entrevistas e números de vagas).

Obviamente que estas vagas são necessárias e devem ser preenchidas. Mas e o contingente excedente? Não teriam eles a condição de exercer uma profissão? Ou os humanos agora são frouxos, servos do poder público e de suas benesses incoerentes?

Nem se preocupem se o rapaz vai ler esse texto. Ele não tem tempo. Está estudando para concurso. E eu, sinceramente, torço muito para que ele seja aprovado e possa catar os cacos da vida despedaçada que deixou pra trás.

Úrsula Maff

Cão Sabadão: Queen

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Cesta Cultural: Andy Rooney




Um cão médio é melhor do que uma pessoa média.

Andy Rooney


Úrsula Maff

Quinta está no Ar: Quadro "A FRIEND IN NEED"




Famoso quadro de uma série de 16 pinturas encomendadas para uma campanha contra o tabagismo.

Feito em 1870 por Cassius Marcelus Collidge.

São sete cães de raças diferentes em que o amigo passa a carta, um ás para o outro.
As sombras são evidentes e os cães antropomorfizados dão uma interpretação toda especial do comportamento humano. Claro que é uma paródia, pois cães não jogam pôquer... e se jogassem as boas cartas seriam denunciadas com o abanar da cauda!

Úrsula Maff

Quarta Farejadora: CÃOriosidades - INTELIGÊNCIA CANINA


1. Border Collie
2. Poodle
3. Pastor Alemão
4. Golden retriever
5. Doberman
6. Pastor de Shetland
7. Labrador
8. Papillion
9. Rottweiler
10. Australian Cattle Dog ou Boiadeiro Australiano
11. Welsh Corgi Pembroke
12. Schnauzer Miniatura
13. Springer Spaniel
14. Pastor Belga Tervuren
15. Pastor Belga Groenandel
Schipperke
16. Collie
Keeshound ( Spitz lobo )
17. Braco Alemão de Pelo Curto
18. Cocker Spaniel Inglês
Flat Coated Retriever
Schnauzer Standard
19. Spaniel Bretão ou Brittany
20. Cocker Spaniel Americano
21. Weimaraner
22. Pastor Belga Malinois
Bernese Montain Dog
23. Spitz Alemão Anão
24. Cão D’água Irlandês
25. Vizsla
26. Welsh Corgi Cardigan
27. Yorkshire Terrier
Chesapeake Bay Retriever
Puli
28. Schnauzer Gigante
29. Airedale Terrier
Bouvier de Flandres
30. Border Terrier
Briard
31. Springer Spaniel Gaulês
32. Manchester Terrier
33. Samoieda
34. Field spaniel
Terra Nova
Terrier Australiano
American Stafford Terrier
Gordon Setter
Bearded Collie
35. Setter Irlandês
Cairn Terrier
Kery Blue Terrier
36. Elkhound Norueguês
37. Pinscher Miniatura
Affenpinscher
Soft Coated Wheaten Terrier
Silky Terrier
38. Norwich Terrier
39. Dálmata
40. Soft Coated Wheaten Terrier
Bedlington Terrier
Fox Terrier Pelo Liso
41. Curly Coated Retriever
Wolfhound Irlandês
42. Kuvasz
Pastor Australiano
43. Pointer
Saluki
Spitz da Finlândia
44. Cavalier King Charles Spaniel
Braco Alemão de Pelo Duro
Coonhound preto e fogo
Cão D’água Americano
45. Husky siberiano
Bichon Frisé
Spaniel Toy Inglês
46. Spaniel do Tibet
Foxhound Inglês
Foxhound Americano
Greyhound
Grifo de Aponte de Pelo Duro
47. West highland white terrier
Deerhound escocês
48. Boxer
Dogue Alemão
49. Teckels
Stafforshire Bull Terrier
50. Malamute do Alaska
51. Whippet
Shar Pei
Fox Terrier Pelo Duro
52. Rodesian
53. Ibizan Hound
Welsh Terrier
Irish Terrier
54. Boston Terrier
Akita
55. Skye Terrier
56. Norfolk Terrier
Sealyham terrier
57. Pug
58. Bulldog Francês
59. Grifo Belga
Maltês
60. Galgo Italiano
61. Cão de Crista Chinês
62. Dandie Dinmont Terrier
Pequeno Grifo da Vendéia
Terrier Tibetano
Chin Japonês
Lakeland Terrier
63. Old English Sheepdog
64. Cão dos Pirineus
65. São Bernardo
Scottish Terrier
66. Bull Terrier
67. Chihuahua
68. Lhasa apso
69. Bullmastife
70. Shih Tzu
71. Basset Hound
72. Mastin Napolitano
Beagle
73. Pequinês
74. Bloodhound
75. Borzoi
76. Chow Chow
77. Bulldog Inglês
78. Basenji
79. Afghan Hound

CONFIRA EM QUE LUGAR DO RANKING SEU CÃO ESTÁ.

Baseado no livro publicado por Stanley Coren em 1994, Inteligência Canina

Vários donos ficaram revoltados e eu também, desde quando estou em 12 lugar?

Úrsula Maff

Terça Insana: Um Dia de Cão GATO BAGUNCENTO




Quando eu cheguei já estava assim!

(1) Gatos são falsos e baguncentos

terça-feira, 20 de julho de 2010

Pergunte ao Cão: NATAÇÃO




Ao ler suas excelente crônicas, vi que você nada. Eu pensava que somente os labradores nadavam... Ou um outro cão de fazenda... Como faço para ensinar o meu cão a nadar?

João Paulo

Mimos: VIRA-LATAS FRED



Cachorro percorre 60 km e, após 1 ano e meio, volta ao antigo lar
Ele tinha sido doado para uma família, mas voltou para seus antigos donos.
Vira-lata fugiu por portão que estava aberto e foi de Franca para Jeriquara.

Do G1 SP, com informações da EPTV

Um vira-lata chamado Fred, que havia sido doado para uma família de Franca, a 400 km de São Paulo, percorreu 60 km durante um ano e meio e retornou ao seu antigo lar, em Jeriquara, também no interior da capital.

Assim que foi doado, Fred percebeu que aquela não era sua casa. Nem a comida farta e a companhia de outro cão o agradaram e, em apenas três dias, pulou a grade e fugiu pelo portão que estava aberto. Ninguém teve notícias do vira-lata durante um ano e meio, até que ele reapareceu na sua antiga casa.

Segundo a professora Patrocínia Silva Soares, dona do cão, todos ficaram emocionados. “Ele colocou as patinhas no muro e ficou olhando pra dentro de casa assim que chegou. Quando eu abri o portão sem falar o nome dele e ele entrou, o reconheci. As crianças ficaram sem acreditar, emocionadas”, disse.

O cão está mais magro, mas, apesar de fraco, continua esperto e já chegou a fugir de casa novamente, mas sempre volta.

Para o veterinário Daniel Paulino Júnior, uma das explicações para o retorno de Fred é que o animal tem uma memória mais avançada do que os humanos para sons e cheiros. “Ele deve ter sido alimentado de restos de comida durante todo o tempo que ficou na rua. Também deve ter passado frio e sede. Na verdade, ele sobreviveu só para encontrar sua família”.


Retirado do Globo.com e duas leitoras postaram-no para mim: Lu Colossi e Nara Machado

Úrsula Maff

domingo, 18 de julho de 2010

Cão Sabadão: Babiaga

Cesta Cultural: Milan Kundera






"Os cães são o nosso elo com o paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou o descontentamento. Sentar-se com um cão ao pé de uma colina numa linda tarde, é voltar ao Éden onde ficar sem fazer nada não era tédio, era paz." (Milan Kundera)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Quinta está no Ar: Filme "MARLEY E EU"


“Marley e Eu”

Um homem casado, uma esposa zelosa, e a casa vazia. E um cão. Adoro cães, posso assistir ao filme pela ótica canina ou pela humana. Uma será doce e outra meio amarga. Mas acredito que em um parágrafo cabem ambas. Cão-binação.

Ele é um jornalista meia-boca, cheio de sonhos que anda num carrinho europeu quebrado e está casado. E ela não consegue, ou não quer engravidar. Compra um cachorrinho, lindo, fofo, batizado de Marley. Um labrador cor de caramelo, totalmente indisciplinado. Cão-fusão.

O animal domina a casa de maneira completa, é um grande destruidor e os “pais” fazem-lhe as vontades todas. Enquanto isso o amigão –solteiríssimo- é repórter-investigativo e vive viajando. Cenas e cenas do animal arrebentando com todos os cômodos da residência, eu morri de rir. Cão-tinuação.

Até que ele numa enrascada total, tenta mudar de vida. Abandona os sonhos e resolve mudar para um condomínio chatésimo, mas seguro. E ela depois de um aborto, engravida. Novos takes do bicho se alimentando de mangas, almofadas, e até um presente de ouro. Arrebenta tudo, quebra até a paciência de ambos. Cão-tusão.

Ele recebe uma proposta irrecusável, muda-se para uma cidade fria e o ambiente de trabalho idem. A moça que sempre foi linda, entrega-se apenas ao trabalho. E Marley prossegue na sua saga de dono-da-casa sem limites ou prisões. O carro do repórter só vai melhorando. Cão-ciliação.

As crianças nascem e vão crescendo, umas briguinhas aqui e ali. O ator é muito simpático, gente boa, mas sem ação. Gosto quando ele escreve sobre o seu melhor amigo, o cão. Em vez de rivalizar por espaço com os novos rebentos, o Marley torna-se o melhor amigo deles. Não há cão-petição.

E a vida linear deles passa, com trabalho garantido, crianças lindas e um velho animal. Agora se arrastando, passando mal pela casa. O que toca as pessoas é a idealização de uma família padrão. Todos querem amar e serem amados. E somente um cão consegue fazer isso de maneira incondicional. Mas cães duram pouco, no máximo –os grandes- uns quinze anos. E aí? Final com muita cão-paixão.

O que há de bom: divertidas cenas das estripulias do labrador

O que há de ruim: a vidinha normal do casal não dá espaço para sonho mais altos

O que prestar atenção: eu vi uns quatro cães diferentes fazendo o Marley, a produção me respondeu que foram 22 e metade deles, filhotes

A cena do filme: o final lacrimejante, como eu já disse, amo cães

Cotação: filme bom (@@@)

Resenha gentilmente cedida por Giovanni Cobretti, O COBRA

Considerado entre seus pares como um dos sete melhores críticos de cinema do Brasil


Úrsula Maff

Quarta Farejadora: CÃOriosidades - DENTIÇÃO CANINA

Oclusão do cão


Repare os tipos de dentes e sua localização


Aqui um corte do dente canino e sua anatomia interna e externa
A polpa é responsável pelo envelhecimento do dente; desta forma, o animal jovem tem um canal amplo em relação à parede de dentina, e no animal velho, encontramos um canal mais estreito.

Úrsula Maff

retirado do trabalho de

ODONTOLOGIA CANINA
Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária - ABOV Diretora Científica da Sociedade Paulista de Medicina Veterinária - SPMV Secretária geral do 34° Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária -CONBRAVET

quinta-feira, 15 de julho de 2010

FILHOTES

Quando o neném nasce ele vai para casa em média dois dias depois do parto. Ele, na maioria das vezes já tem um quarto. A mamãe humana o amamenta diuturnamente. A ninhada é quase sempre única e gemelares são raros. Nós cães, temos partos múltiplos e o número de tetas também é grande. Mulheres só têm duas!

A minha primeira dificuldade é entender o porquê de algumas mães não amamentarem, apesar de colocarem próteses nas mamas! Para quê servem? Outra coisa, se o recém-nascido tem um quartinho só para ele, por que a mamãe o leva para o próprio ninho?

Aí o cãozinho abre os olhos e consegue se deslocar até o peito e mama avidamente. Nenéns humanos nem conseguem segurar a cabeça! São muito frágeis. Demoram quase um ano para andarem e uns dois para se comunicarem efetivamente.

Nós caminhamos rapidamente e latimos com graça e efusão. Fazemos-nos entender de imediato. Apesar de que quando um neném chora, as razões são geralmente apenas três: fome, frio ou dor... e os humanos fazem a maior bagunça. Engraçado é a palavra “manha”, o que será? Que eu saiba, um filhotinho é o que fazemos dele. Se determinados gestos e hábitos se desenvolvem é porque eles foram mostrados e estimulados.

Se meu filhote está ganindo eu dou peito, não balanço, não canto, não fico latindo e nem entro em depressão. Se ele está molhado, eu seco, não tenho nojo de cocô e limpo bem as dobrinhas, lambo até secar direitinho. Se tem frio, eu o acolho no meu corpo, o mais próximo possível, não fico cobrindo de panos e largando prá lá, não existe ninguém mais quentinha do que eu! Se tem dor eu faço massagem na barriguinha. Se nada disso resolver é porque é um pequenino muito doente. Aí peço pro papai levar no veterinário. E a “manha”?

Não sei. Não sei. Não sei. Se o humano está engordando é porque está bem. Se dorme durante a noite, idem. E se chora forte é porque tem saúde. Outro dia vi uma mamãe toda curvada carregando o recém-nato. Ela tinha um corte enorme na barriga. E depois fiquei sabendo que muitas têm essa cicatriz, parece que é uma marca das fêmeas humanas. Uma tal de “cesariana”. Será que não dá para botar o filhotinho para fora pela vagina, como todos os mamíferos? Será que o humano está perdendo o instinto maternal? E a enfermeira noturna? Quantos humanos agora estão parindo filhotes doentes que necessitam até de outros humanos – que não os pais- para cuidar da sua própria cria? Eu acho que não estão dodóis, não... Os pais é que não tem maturidade para zelar.

O umbigo cai rapidinho, somos iguais neste aspecto. O humano vem sem rabo e acho uma lástima cortar a cauda de filhotes. Os meus, eu nunca permiti! E nem as orelhas. Esse negócio de “padrão da raça” está mudando. É como se uma fêmea sem brinco deixasse de ser fêmea só porque não furaram a orelhinha dela. Alguns agrupamentos de pessoas mandam retirar a capinha do bilau do neném. Creio que não faz falta.

Vacinas existem muitas. Sigo as regras direitinho. Mas estimulo meus filhotes a andarem pelo chão desde cedo. Ou você já viu cachorro com alergia? Se eles tem contato com o meio externo, brincam na terra, ficam mexendo em tudo, rapidamente aprendem, né? Acho que a primeira palavra que todos aprendem é não. Não isso, não aquilo, não acolá. Cachorrinhos devem ter limites. Pois quando adultos ficam bem educados. Coisa que não tem ocorrido com os meninos e meninas de hoje, eles não possuem limites! Culpa de quem educa!

Eu sempre fui próxima da minha prole até o desmame. Vejo uma superproteção misturada com abandono na espécie de vocês. Parece que tentam compensar suas ausências e deficiências com suprimentos alimentares e presentinhos bobos. Criança precisa de carinho e exemplo. Se o papai e a mamãe nunca estão por perto com poderão dar essas duas coisinhas simples supracitadas?

Eu poderia falar mais, e até vou fazer isso depois. Entretanto, agora preciso cuidar dos meus. Sinceramente eu gostaria de dizer que a maternidade e a paternidade são opções e denotam responsabilidades e tempo. Quem não tem nem um nem outro, comece adotando um cão para depois ter seu próprio filho. Quem sabe aprende?

Pois o amor de um cão com o dono, assim como um de verdadeiro pai para um filho, é incondicional.

Úrsula Maff